Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Poema homofóbico na revista da Sociedade Protectora dos Animais gera polémica

Quadras com teor homofóbico foram publicadas no último número d’“O Zoófilo”, a publicação trimestral da Sociedade Protectora dos Animais. A autoria das quadras é atribuída a um colaborador da publicação, dirigida por Tomé de Barros Queiroz, e que se identifica como José Luís.

 

A denúncia de homofobia chegou hoje às redes sociais e partiu de Sara Martinho, activista dos direitos das pessoas LGBT, que incita a SPA “a responder pela infeliz publicação das "Quadras Soltas".” Entre as quadras, que podem ser encontradas na última página da publicação, podem ler-se, por exemplo, os seguintes versos:

 

 

Casais homossexuais

Serão casais abusivos,

Deus casou adões com evas

E não Adões com Ivos.

 

Os gatos são sempre gatos

Leões são sempre leões,

Se os patos são sempre patos

Porque é que há homens pavões?

 

Não quero ser foca nos polos

Nem cão preso no canil,

Nem ser porco em Portugal

Nem veado no Brasil.

 

Em declarações ao dezanove, Sara Martinho parafraseia o poema e afirma não ter vergonha de ser lésbica, mas “teria, sim, vergonha de ser homófoba - e ainda mais vergonha por declamá-lo publicamente”. Em comunicação junto da SPA a activista espera “um esclarecimento ou um pedido de desculpas” pela “utilização imprópria da publicação de uma associação de utilidade pública, destinada ao bem-estar dos animais, para a promoção de ideias homófobas.”

 

A Sociedade Protectora dos Animais foi fundada em 1875, funciona em Lisboa e em Tavira, e tem como únicos rendimentos os donativos e quotas dos seus sócios. No site afirmam “assumir responsabilidades que seriam da competência do Estado”.

 

Já segues o dezanove no Facebook?

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    madalena santos 31.12.2011 21:06

    Sim é verdade, há zoologos que dizem que há prática homo entre animais mas quantas pessoas é que juntam,deliberadamente, o seu cão com outro cão ou a gata com outra gata? Nunca vi nenhuma. Mesmo as pessoas que são homossexuais juntam o seu cão com a cadela e a gata com o gato...não conheço ninguém homo que lhe tenha passado pela cabeça que o seu animal de companhia pudesse ser homossexual.
  • Sem imagem de perfil

    Cristina Torrão 02.01.2012 18:40

    Cara Madalena, os nossos animais domésticos não são os únicos que existem à face da Terra. Nem sequer todos os animais, domésticos e selvagens, que vivem em Portugal. Há espécies exóticas, com práticas curiosas. Já vi, por exemplo, num programa de televisão, uma raça de chimpanzés (penso que eram chimpanzés, senão, eram "aparentados") que vivem em grandes grupos, verdadeiras sociedades. Em casos desses, existem sempre conflitos, que podem degenerar em agressões e violência. Os macacos machos dessa espécie entregavam-se, por vezes, a práticas homossexuais, a fim de descarregar a sua agressividade, sem entrarem em conflito.
    Também há quem mude de sexo! Há uma espécie de sapos capazes de mudar o sexo se, por exemplo, na área onde vivem haver falta de machos ou de fêmeas (conforme os casos). Desculpe não lhe poder explicar com mais exactidão de que animais se trata, não sou zoóloga, mas interessada no mundo animal e vejo programas na TV.

    Claro que, se o meu gato/a, ou cão/cadela quisessem experimentar práticas homossexuais, fá-lo-iam por vontade própria e não porque a dona o quer!!! Acho que não passa pela cabeça de nenhum dono obrigar os animais a algo desse tipo. Mas deixe-me dizer-lhe que, como dona de uma cadela, frequentei associações onde se dão aulas aos cães (de bom comportamento, obediência, etc.). Quando os cães são ainda jovens, deixam-se brincarem à vontade por algum tempo e há alguns que se dedicam a práticas muito interessantes com "colegas" do mesmo sexo. Claro que é só brincadeira, mas eles não têm vergonha de o experimentar e estão-se marimbando para os comentários.

    P.S. Se lhe interessa, não sou homossexual, nem sequer bi. Apenas uma pessoa tolerante que abomina só uma coisa, neste mundo: a violência!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.