Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Publicidade

Qüir acabou

O projecto Qüir chegou ao fim. "Temos lutado, mas as circunstâncias não nos permitem continuar este projecto com o empenho que ele merece. Por este motivo, e acima de tudo com muito respeito pelos nossos leitores, comunicamos o seu encerramento", avançaram os responsáveis do projecto no próprio site.

A revista dirigida ao público LGBT começou a ser publicada em papel, com periodicidade bimestral, em Maio de 2012. Já em Março deste ano a edição em papel foi suspensa, ficando apenas com uma versão digital.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Nuno 29.11.2013 01:35

    Caro Filipe,

    Discordo mas respeito a sua opinião.

    Sendo eu madeirense assumido a minha orientação (homossexual) sexual desde 2001 (aquando do início da discussão pública sobre a Lei da União de Facto) perante a Família e Amigos não compreendo o medo da comunidade em causa assumir-se.

    Apesar da minha “saída do armário” ter alguma antiguidade e consequentemente considerar-me feliz numa relação monogâmica com oito anos com meu companheiro, quer a nível micro quer a nível macro, economicamente falando, no meu cartão de identificação civil(1) nada consta sobre a minha orientação sexual, nem sobre a minha crença religiosa nem tão pouco a cor política. Quando eu falo com pessoas não tenho que dizer em “primeira mão” que sou homossexual (…), apenas identifico-me com o meu nome próprio tal como consta no meu doc.(1) pessoal. Somente caso as pessoas me questionam directamente, raras vezes devo confessar, é que digo a verdade, olhos nos olhos.

    Vamos regularmente tomar refeições e/ou momentos sociais com os diversos parentescos da nossa Família e/ou Amigos. Fazemos um vida normal.

    Sou feliz e a minha Família contente por ver-me feliz, inclusive a minha Mãe já disse várias vezes que gosta do meu companheiro. A minha sogra também já disse-me que gosta de mim. Partilhamos também fotos, comunicações, férias, religião, momentos bons e maus.

    Tudo o que um ser humano deve fazer em Família.

    Tudo tem que ser partilhado com transparência, honestidade e humildade em local e tempo próprio.

    Quem mente, engana-se a si próprio antes de enganar o próximo.

    No entanto, não sou perfeito nem tão pouco modelo para ninguém, apenas saboreio a vida diariamente com humildade, sendo feliz fazendo os outros felizes.

    Se possível, gostaria de vos transmitir isto: quanto mais cedo assumir internamente a orientação sexual melhor é a inclusão familiar e/ou externa. Digo isto por experiência própria.

    Quem não deve, não teme. Melhor dizendo, é livre!

    Ainda assim, acredito que em Portugal melhores dias virão.

    Paz & Amor!!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.