Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Adopção: Diogo Infante sobre o filho: “Foi a melhor decisão que tomei na vida”

Diogo Infante Contame.PNG

Diogo Infante foi o convidado deste sábado do programa "Conta-me", na TVI. Entrevistado por Manuel Luís Goucha, o actor falou com emoção do facto de ter adoptado uma criança com oito anos. Hoje Filipe tem 18 anos.

Diogo Infante explica que foi a partir dos 30 anos que começou a pensar em adoptar uma criança e que a entrada do filho Filipe na sua vida acabou por atenuar a dor do luto por ter perdido a sua mãe muito novo. “Tenho pena do Filipe não ter conhecido a avó.”, desabafou.

No programa apresentado por Manuel Luís Goucha, explicou o que lhe passava pelo pensamento na altura: "Como é que poderia ser pai? Para além da forma convencional, havia outras hipóteses que se colocavam e nenhuma me agradava", confessou. Não quero fazer juízos de valor, mas não me senti bem em ir à procura numa clínica, em ir à procura de uma barriga de aluguer ou a fazer um acordo com uma amiga. Não quis ir por aí. " Depois de reflectir decidiu adoptar porque, segundo Diogo Infante “além de ter a possibilidade de exercer como pai, eu estou a ajudar uma criança que precisa de um futuro, que precisa de uma família'", explicou. "Foi a melhor decisão que tomei na minha vida.", disse radiante.

Depois o processo de selecção demorou seis meses e Diogo estava finalmente habilitado a ser pai, em nome individual. Recorde-se que Diogo Infante estava casado com Rui Calapez desde 2013

Três meses depois recebeu um telefonema que o fez chorar: Filipe tinha chegado à sua vida. Na altura a lei portuguesa apenas reconhecia Diogo Infante como pai, o que motivou um desabafo público criticando o então Chefe de Estado aquando do veto da lei da adopção.

No programa conduzido por Goucha, Diogo explicou que o processo de adopção do filho começou paulatinamente: "Os primeiros meses são de adaptação, com visitas constantes de psicólogos e assistentes sociais que acompanham o processo”. Não é um "mar de rosas", mas é "maravilhoso". No dia em que foram a tribunal finalizar a adoção, Diogo pediu ao filho que o tratasse por pai. "Nesta fase ainda não me chamava pai. Quando chegámos a casa, ele já tinha o meu nome. E eu disse-lhe: 'Se calhar agora já me podes tratar por pai. E ele disse: 'Pai?" E eu disse: 'Sim, no mundo inteiro toda a gente me pode tratar por Diogo. Mas no mundo inteiro só há uma que me pode tratar por pai."

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Diogo Infante (@diogoinfanteoficial)

O actor já veio agradecer nas suas redes sociais todas as mensagens de apoio e carinho que recebeu dos seguidores depois da sua presença no programa da TVI: “Estou de coração cheio!”

Vê o programa Conta-me na íntegra aqui.

 

Fotos do Instagram de Diogo Infante.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.