Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Apesar das “LGBT free zones”, milhares participaram na marcha do Orgulho LGBT da Polónia

Pride de Varsóvia

Milhares de pessoas marcharam no maior evento do Orgulho LGBT da Polónia este Sábado. 

O desfile pela igualdade foi realizado em Varsóvia, em meio a um cenário de crescente discriminação contra a comunidade LGBT do país. 

Andrzej Duda, presidente do país e da ala direita, descreveu o que ele chama de "ideologia LGBT" como sendo pior do que o comunismo, e prometeu bloquear o casamento gay e a adopção.

Embora os casais do mesmo sexo estejam proibidos de adoptar crianças enquanto casais, algumas autoridades locais têm vindo a permitir, que as pessoas candidatas à adopção o façam de forma individual, enquanto solteiros.

Mas, no início deste ano, o Ministério da Justiça do país propôs que essa abertura na lei fosse fechada, para que as pessoas LGBT fossem completamente impedidas de adoptar.

Recorde-se que em toda a Polónia, nos últimos anos dezenas de pequenas cidades aprovaram resoluções declarando-se "zonas livres de LGBT". 

Embora as resoluções sejam simbólicas e não sejam legalmente aplicáveis, contribuíram para a opressão das pessoas LGBT no país e levaram inclusivamente a União Europeia a responder com uma resolução no início deste ano declarando toda a UE como  "Zona de Liberdade LGBTIQ"

O presidente da Câmara de Varsóvia, Rafal Trzaskowski, participou na marcha e expressou o seu apoio à comunidade. "Estou aqui novamente para mostrar que sempre estaremos juntos e apoiaremos aqueles que são mais fracos, aqueles que outros tentam marginalizar ou atacar", disse à multidão.

Colorida. Sorridente. Aberta. Para todas as pessas. Estava assim Varsóvia hoje - e que seja assim todos os dias. Obrigado! #MarchadaIgualade

 

Também o deputado polaco Michal Szczerba fez questão de se posicionar a favor dos Direitos Humanos e da Liberdade no seu país:

A Polónia que o Primeiro Ministro Kaczyński não entende. Mais e mais pessoas. Batemos recordes #MarchadaIgualade! #MarchadaLiberdade

 

Esta foi a primeira vez, desde 2019, que a marcha foi realizada, devido à pandemia de covid-19.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.