Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Conceição 35, o novo espaço na noite gay do Porto

conceiçao.jpg

Abriu há um mês no Porto com a actuação de Darko (ex-vocalista dos Fingertips). O espaço Conceição 35 situa-se nesse número da rua da Conceição, em plena Baixa, e é o novo ponto do roteiro gay do Porto.

Conceição 35 “tem sido uma casa muito solicitada pela comunidade GLS e hereto-friendly não só por portugueses, mas também por muitos estrangeiros que mal entram sentem-se em Barcelona ou nova York pela decoração intimista e calorosa do espaço à luz das velas e apliques de cor amarelo torrado”, conta ao dezanove.pt Miguel Guimarães, dono deste espaço.

Durante o dia há uma ementa elaborada pelo chefe Zé Pedro Moreno, com tapas, sandwichs e doces, para além de sangrias e vinho a copo. Nas noites de sexta e Sábado, o espaço transforma-se numa pista de dança. Do programa fazem parte duas festas fixas, a Je Suis Bafon (primeiras sexta-feira de cada mês) e as festas Apolo (última sexta-feira de cada mês).

Miguel Guimarães, que tem 34 anos, chegou a trabalhar durante três anos no Café Lusitano. Estudou Arquitectura e Design de Produto. “Entretanto tirei o curso de tatuador onde tive o meu estúdio no porto durante 6 anos aberto, sou fotógrafo e pintor por vocação. Andava com este projeto de abrir um bar já há uns anos, o que se revelou só agora possível”, explica Miguel Guimarães.

O Conceição 35 fecha às segundas. De terça a quinta e ao Domingo está aberto das 16h às duas da manhã. À sexta e ao Sábado encerra às quatro da manhã.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Filipe 17.04.2015 19:02

    Lamentavelmente no Porto ainda há muitos gays e bissexuais que têm um medo patológico de serem vistos na noite lgbt e por isso não frequentam, também há muita homofobia e preconceito dentro da comunidade lgbt local contra a noite lgbt, nomeadamente nos «armariados». Já vivi em Lisboa e no Porto e conheço bem a realidade lgbt em Espanha, o Porto ainda está décadas atrasado em relação à nossa capital e aos «nuestros hermanos». Gosto muito do Porto e as pessoas do Norte têm grandes qualidades mas infelizmente ainda há muito medo e muita intolerância, e as famílias ainda são muito conservadoras e muitas não respeitam o direito à liberdade dos mais jovens.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.