Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Estudo: As marcas mais gayfriendly em Portugal

Marcas LGBTI Friendly de Portugal.jpg

Marcas ou serviços que tenham uma postura gayfriendly e inclusiva são privilegiados pela comunidade LGBTI portuguesa. Esta é uma das conclusões do primeiro Inquérito aos Hábitos de Turismo e Lazer de Pessoas LGBTI Portuguesas, promovido dezanove.pt, em parceria com os guias Lisbon e Porto Gay Circuit. Participaram 1414 pessoas que se identificam como lésbicas, gays, bissexuais, transgénero ou intersexuais (LGBTI), maiores de 18 anos e que vivem em Portugal.

 

Assim, 60,6 por cento dos inquiridos garantem que prefere marcas ou serviços que veiculem uma mensagem de respeito pela comunidade LGBTI, enquanto que para 39,4 por cento essa questão é indiferente ou não tem importância. Mas será que em termos gerais as marcas estão a ter uma postura mais favorável em relação às questões LGBTI? Para 63,3 por cento dos inquiridos a resposta é sim, mas tem margem para melhorar. Já para 22,7 por cento a postura das marcas nesta matéria melhorou bastante nos últimos anos. Apenas 8 por cento dos inquiridos não sabe responder a esta questão e 6 por cento considera que piorou a postura das marcas em relação às questões LGBTI e à inclusão. Foi pedido aos inquiridos que indicassem, espontaneamente, a marca que consideravam mais gayfriendly. As marcas mais referidas foram Absolut, Apple, Benetton, Google, H&M, Ikea, Levi's, Lush e Zara.

 

Falta de respeito pode levar ao boicote

Uma marca, loja, restaurante ou bar que não respeite as pessoas LGBTI leva a que 67,7% dos inquiridos garanta que deixa de ser seu consumidor ou de frequentar o lugar. Já para 30,7 por cento o corte de relações com a marca ou serviço dependeria da situação em causa. Apenas 1,7 por cento dos inquiridos garante que continuaria a ser cliente, independentemente de qualquer episódio menos positivo envolvendo uma marca ou serviço.

 

Ficha técnica: Inquérito online. 1414 respostas de pessoas maiores de 18 anos, a viver em Portugal e que se identificam como LGBTI. Recolha de respostas decorreu entre 14 de Dezembro de 2018 e 14 de Fevereiro de 2019. Inquérito promovido pelo jornal dezanove.pt, e pelos guias turísticos Lisbon e Porto Gay Circuit.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.