Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Festival Política com conteúdos LGBTI e feministas

Festival Política 2021 Lisboa.jpg

O Festival Política está de regresso ao Cinema São Jorge, em Lisboa, de 22 a 25 de Abril.

Este ano, a programação está subordinada ao tema “Fronteiras”, entendidas como barreiras físicas, psicológicas e políticas, que se apresentam como entraves à inclusão das pessoas no território ou na comunidade. São elas o fio condutor de cerca de 20 actividades gratuitas que vão de debates, a performances, sessões de cinema, espectáculos, conversas e workshops.

Eis os destaques LGBTI e feministas desta 5ª edição:

 

22 de Abril

17h00 Sessão de Cinema – Violência de género

“The Rape Clause”, de Jared Watmuff, 14′ – Reino Unido

Para aceder ao apoio social para o filho, Ângela é forçada a revelar a terrível história de como a criança foi concebida. Inspirado em acontecimentos reais e tendo por base a legislação governamental actual, “The Rape Clause” é um curta-metragem sobre “uma das políticas mais desumanas e bárbaras que já nasceram em Whitehall” (MSP Alison Thewliss), que promove a vergonha e o trauma.

 

“Encara Hi Ha Algú Al Bosc”, de Teresa Turiera-Puigbò, 55′ – Espanha

Lejla Damon é uma jovem de 25 anos, que cresceu numa família de classe média em Londres. Os seus pais, jornalistas, acompanharam a guerra da Bósnia. Em dezembro de 1992, durante as filmagens num hospital de Sarajevo que estava a ser bombardeado, viram uma mulher a querer afogar o bebé que acabara de dar à luz. O bebé era fruto de uma violação e considerado semente do inimigo. Durante as guerras dos Bálcãs, entre 25 mil e 50 mil mulheres foram vítimas de violência sexual. Lejla, Alen, Ajna são crianças nascidas da violação. 25 anos depois, juntam-se aos sobreviventes na sua luta para quebrar o silêncio e superar o estigma.

 

 

18h e 19h45 “Fronteiras”, um espetáculo de André Murraças, 30′

“Fronteiras” é um solo sobre a ideia de migração que conta as histórias de quem mudou de país à procura de uma nova vida. Usando objetos pessoais e testemunhos reais, André Murraças leva-nos a diferentes períodos do universo da migração, começando em Ellis Island, passando pela França e Berlim em guerras diferentes ou relembrando os barcos perdidos no Mediterrâneo que tentam chegar à Europa. Há muitas histórias reais que ficam por contar. É preciso não esquecer estas pessoas. Encenação, texto, interpretação: André Murraças. Duração 30 minutos.

 

23 de Abril

18h30 “Festinha” – lançamento vídeo 360

Sala 2 com acesso limitado. “Festinha” é o terceiro lançamento do álbum áudio visual E.P.I Travesti (Equipamento de Proteção individual travesti), interpretado pela multiartista Puta da Silva. A estreia do videoclipe apresentará espistemologias de pessoas transvestigeneres (transsexuais, travestis e transgéneros) imigrantes e racializadas. Experiência 360 graus em realidade virtual.

 

24 de Abril

11h Carlos Pereira – humor

Sala Manoel de Oliveira – com tradução para Língua Gestual Portuguesa

Humor, discriminações e direitos humanos, com Carlos Pereira.

 

11h30 Sessão de Cinema – Fronteiras 2

“Libertà”, de Savino Carbone, 30’ – Itália

Bari, 2019. O que significa ser livre? Dois imigrantes homossexuais falam sobre a sua condição de requerentes de asilo. Enquanto isso, os efeitos das políticas de migração do novo governo tornam a sua situação cada vez mais difícil.

 

Tanto os eventos presenciais como online do festival são gratuitos. De forma a garantir a acessibilidade e inclusão, os conteúdos são acompanhados por tradução em Língua Gestual Portuguesa. Todas as sessões de cinema são legendadas em português, incluindo as de língua portuguesa. Os bilhetes para cada dia estão disponíveis apenas no próprio dia, na bilheteira do Cinema São Jorge. Mais informações em https://festivalpolitica.pt/

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.