Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Há quem aplique “terapias de reconversão ou reorientação sexual” em Portugal

IMG_3753 (1).PNG

Pela primeira vez há imagens de “terapias de reconversão ou reorientação sexual” de homossexuais em Portugal. A TVI exibiu esta quinta-feira uma reportagem dedicada ao tema. Já em 2015 o dezanove.pt tinha denunciado que havia vários profissionais de saúde mental portugueses que defendiam as terapias de “correcção” da orientação sexual.

Da autoria da jornalista Ana Leal, a reportagem exibida na TVI esta quinta-feira à noite explica como funcionam as terapias de reconversão ou reorientação sexual, recorrendo a consultas com psicólogos, psiquiatras e padres da Igreja Católica que acreditam que é possível mudar a orientação sexual das pessoas. Uma das profissionais de saúde mental identificada na reportagem é a psicóloga Maria José Vilaça. Entre várias afirmações, Maria José Vilaça compara a homossexualidade com um “surto psicótico”. “Conheci um rapaz que a certa altura se assumiu como homossexual publicamente e de repente passou-lhe tudo e voltou para casa. Tem muito a ver com o estado psicológico com que está. É como uma pessoa bipolar. Na fase maníaca é homossexual, quer sair de casa, é um defensor do lobby gay até a última casa. Na fase normal e tendencialmente depressivo, volta para casa e quer ser heterossexual”, relatou durante uma consulta. A reportagem refere ainda que um padre católico, que não foi identificado, se desloca do Porto para Lisboa para fazer terapias de conversão ou de reorientação sexual individualizadas.

Noutro momento da reportagem, Maria José Vilaça entrega ao paciente documentação da autoria de Richard Cohen, terapeuta norte-americano que se apresenta como um ex-gay, e até aconselha o paciente a ir aos Estados Unidos, caso tenha possibilidade financeira, para participar num fim-de-semana dedicado à reconversão de homossexuais. A reportagem recorre uma câmara oculta para mostrar o que se passa nestes encontros. 

Já antes o dezanove.pt tinha denunciado que a psicóloga Maria José Vilaça considerava a homossexualidade “uma doença”, sustentando que se tratava de “uma perturbação psicológica”.

 

Lê também: O que disse Richard Cohen quando esteve em Lisboa a defender a cura da homossexualidade 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.