Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Microsoft vai participar com um autocarro na Marcha do Orgulho LGBTI de Lisboa

microsoft.jpg

Pela primeira vez a Microsoft Portugal vai participar numa Marcha do Orgulho LGBTI no nosso país. A estreia vai acontecer este Sábado, dia 29, em Lisboa.

 

A empresa norte-americana, com representação em Portugal, estará presente na 20ª edição da Marcha do Orgulho em Lisboa com uma comitiva de cerca de 60 colaboradores e familiares e um autocarro alusivo ao orgulho LGBTI.

Segundo Rita Piçarra, directora financeira da Microsoft Portugal, “diversidade e inclusão são pilares da cultura da Microsoft. No ano passado, globalmente, assinalámos o Pride em 40 cidades, de 17 países e queríamos incluir Portugal nestas celebrações. Embora muito tenha mudado desde a revolução de Stonewall é inegável que muitos dos problemas originais ainda estão presentes nos dias de hoje. A tecnologia que temos actualmente é uma excelente ferramenta para nos ajudar a dissolver estas diferenças e promover a inclusão”.

“What action will you take” é a assinatura da campanha da Microsoft, que incentivou os colaboradores a pensar as suas acções de inclusão e contou com a partilha de vários testemunhos e compromissos que podem ser conhecidos aqui.

microsoft lgbt ally.jpg

Recorde-se que em 1989, a Microsoft introduziu a orientação sexual às políticas de não discriminação da empresa. Ao longo de mais de uma década, obteve um resultado de 100 no HRC Corporate Equality Index. Hoje, mantém esforços no sentido de garantir igualdade de direitos aos colaboradores, não discriminando em função da orientação sexual.

Este ano a Microsoft vai desenvolver iniciativas de visibilidade LGBTI em 30 países e em mais de 60 cidades, envolvendo cerca de quatro mil colaboradores.

A marcha está marcada para 17 horas com início no Jardim do Príncipe Real e termina na Ribeira das Naus com a leitura dos manifestos das associações e colectivos de defesa das pessoas LGBTI.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.