Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

rede ex aequo cresce para os Açores

rede ex aequo açores.jpg

Com a criação do núcleo local de S. Miguel passam a ser seis os núcleos locais da associação a nível nacional.

 

Depois de Lisboa, Porto, Braga, Coimbra e Funchal, chegou a vez da ilha de S. Miguel, nos Açores, contar com reuniões regulares, geralmente quinzenais, destinadas a jovens LGBTI entre os 16 e os 30 anos de idade.

Os núcleos de jovens da rede ex aequo são espaços onde são dinamizadas conversas sobre temas variados que estão de algum modo total ou parcialmente ligados à temática LGBTI. São feitas de dinâmicas de grupo/exercícios pedagógicos divertidos com o objectivo de proporcionar aos participantes um espaço de entre-ajuda e aprendizagem entre pares. As reuniões são locais onde os jovens LGBTI podem ir para falar sobre assuntos que normalmente lhes estão vedados devido à sociedade homo/bi/transfóbica em que se encontram inseridos. Segundo a associação, "os jovens LGBTI são um grupo que precisa especialmente de apoio e de um espaço desta natureza", o que a partir de agora vai ser implementado também nos Açores.

Recorde-se que, em 2018, a ilha de S. Miguel voltou a receber uma Marcha do Orgulho LGBTI depois de alguns anos de pausa.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.