Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Trump quer proibir que pessoas transgénero sirvam nas Forças Armadas

Donald Trump.jpg

Donald Trump anunciou esta quarta-feira via Twitter que as pessoas transgénero não serão admitidas no exército norte-americano.

Esta decisão reverte assim uma política inicialmente proposta pelo Departamento de Defesa, aquando da presidência de Barack Obama.

O secretário de Defesa James Mattis tinha referido no mês passado que a lei estava a ser revista no sentido de se passar a aceitar pessoas transgénero nas forças militares norte-americanas. Porém o actual presidente norte-americano diz que os soldados têm de estar apenas concentrados em grandes vitórias e aponta como impedimento os elevados custos com despesas médicas e vicissitudes a que estas pessoas são sujeitas.

DT.JPG

“Depois de consultar os meus generais e especialistas militares, saibam que o governo dos Estados Unidos não irá aceitar ou permitir que indivíduos transgénero sirvam em qualquer função do exército americano. O nosso exército deve estar concentrado em vitórias decisivas e esmagadoras e não pode ser prejudicado com os gastos médicos e transtornos tremendos que as pessoas transgénero representariam para o exército. Obrigado”

Esta não é a primeira medida que Donald Trump toma prejudicando as pessoas transgénero, uma vez que em Fevereiro o seu governo anulou as instruções federais dadas às escolas do país e que permitiam que estudantes transgénero usassem as casas de banho e os balneários de acordo com a sua identidade de género.

Entretanto começam a surgir várias reacções de repúdio pelos comentários do presidente norte-americano. Uma dessas reacções chegou de uma veterana da marinha de guerra norte-americana: “Encontre-se comigo cara a cara e diga-me que eu não sou digna!”

Kristin Beck, que serviu 20 anos enquanto Chris Beck na Marinha SEALS (com capacidade de actuar no Mar, Ar e Terra), disse à publicação Business Insider que  a proibição de Trump é uma discriminação injusta de pessoas como ela. "Ser transgénero não afecta ninguém", disse Beck. “Trump está a referir-se a 0,000001% do orçamento militar" adicionou.

 

Recorda aqui o artigo: EUA: Nove Direitos LGBTI que Donald Trump poderá reverter. Dois itens da lista já foram afectados.

 

Publicidade:

 

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 30.07.2017 22:54

    "Os EUA são um país super fixe"
    Ó homem, não exagere. Acha mesmo que o Trump é o único problema nos EUA? Sabe que Trump faz parte do Republican Party, um partido de extrema-direita que meteu no poder incompetentes como Richard Nixon, Ronald Reagan, George W. Bush e Donald Trump?
    Sabe como é o sistema de saúde americano?
    Sabe quanto custam as propinas em universidades públicas americanas?
    Sabia que há 14 anos atrás a homossexualidade ainda era ilegal em 13 estados?
    Sabia que nos EUA há pessoas presas por fumarem umas ganzas, coisa que em Portugal muita gente faz independentemente da orientação sexual (ao contrário do que o sr. Quintino assume)?
    E por fim, se os EUA fossem um país assim tão "super fixe", acha mesmo que iam eleger um neofascista que ambiciona ser ditador?
    Não atire areia para os olhos da comunidade LGBT portuguesa.
  • Sem imagem de perfil

    Marques da Foz do Douro 03.08.2017 16:27

    Vives num pais onde ha uns anos numa votacao do maior portugues de sempre ficaram em primeiro e segundo lugar dois totalitarios perigosos e lunaticos, um chamava-se Salazar, o outro Alvaro Cunhal, que representam duas ideologias castradoras da liberdade e assassinas, o comunismo e o fascismo. Portanto...
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 03.08.2017 17:36

    https://en.wikipedia.org/wiki/False_balance
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.