Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Turismo LGBTQI+

banner opiniao_Miguel Rodeia (1).jpeg

Faz um ano que numa iniciativa da Câmara de Comércio LGBT da Argentina, foi comemorado pela primeira vez aquele a que chamaram Dia Mundial do Turismo LGBTQ+ a 10 de Agosto.

Esta iniciativa já contará com apoio de outros países, como o Brasil, Canadá, EUA, Espanha, Costa Rica, Paraguai, Uruguai, Israel, Itália e Reino Unido.
Não tendo sido encontrada mais informação sobre o decretar do Dia Mundial, nem qual o tipo de apoio dos países acima referidos.

Mas a propósito desta data vejamos como vamos de turismo LGBTQIA+.
O Turismo Gay ou LGBTQIA+ tem-se incrementado nos últimos anos em lugares de ampla ou alguma aceitação social das pessoas homossexuais e transgénero transformando-se numa indústria que move milhares de milhões de euros todos os anos a nível mundial. 
Numa pesquisa rápida pela internet, não faltam sugestões de turismo LGBTQIA+.
Desde o clássico Spartacus International Gay Guide fundado em 1970, que reúne informação referente a todo o mundo, a guias nacionais ou locais e que mantém Portugal como um dos melhores países gay friendly. Sejam de iniciativa governamental, de organizações turísticas ou de associações LGBTQIA+, é sempre útil poder consultar esses guias para sabermos onde poderemos estar em segurança num ambiente que nos é favorável.
Muito destes guias além de indicar locais dirigidos à comunidade, indica também a legislação dos países referentes aos direitos LGBTQIA+ que nos alertam para limitações legais a que possamos não estar habituados, sobretudo quando se viaja sozinho.
Também são várias as páginas no facebook dedicadas ao turismo LGBTQIA+. Enfim parece-me ser interessante consultar estes locais no mundo virtual ao planear uma viagem.
Por cá, e sendo certo que Portugal está avançado na aceitação das relações LGBTQIA+ sobretudo no que toca ao turismo, há quem prefira locais específicos para a comunidade pela segurança, pelo à vontade, para travar novos conhecimentos, enfim para estar entre pares.
Onde se encontra bastante oferta é no turismo de habitação e no turismo rural e que em tempos de COVID-19 têm tido maior procura.
Além de bares e restaurantes, discotecas ainda com algumas restrições, há locais de encontro e temos as praias.
Numa lista feita pelo site dezanove.pt resultante da opinião de várias pessoas e de sites especializados, apresenta doze praias portuguesas. A saber, Foz do Minho em Caminha, Praia das Pedrinhas em Ofir, Praia do Furadouro em Ovar, Praia do Palheirão em Mira, Praia de Cova-Gala na Figueira da Foz, Praia da NATO na Costa da Caparica, Praia do Malhão em Odemira, Praia Grande em Armação de Pera, Praia da Cacela Velha em Castro Marim, Praia do Homem Nu na Ilha de Tavira bem como as afamadas praias 19 e do Meco na Costa da Caparica.

Portugal abriu as portas oficialmente ao turismo gay, em 2019, com um vídeo dirigido à comunidade LGBTQI+, com o apoio do Instituto de Turismo de Portugal, disponível no YouTube, inserido no Projecto Proudly Portugal desenvolvido pela Associação Variações.
Portugal. Travel to feel.

Por tudo isto e em ainda plena pandemia, não será por falta de locais gay friendly que as pessoas da família arco-íris possam usufruir que tudo o que Portugal oferece para tempo de férias

Boas férias!
Miguel Rodeia 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.