Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Vídeo de Lorenzo e Pedro em Lisboa é notícia um pouco por todo o mundo

Lorenzo and Pedro news Lisbon Reaction to Gay Coup

Bastaram 24 horas para o vídeo de Lorenzo e Pedro de mãos dadas nas ruas de Lisboa se tornasse um fenómeno mundial. O vídeo, que tinha como objectivo medir o grau de homofobia dos lisboetas, tem sido destacado pelos média internacionais depois de experiências semelhantes terem obtido resultados bastante diferentes em Moscovo, Kiev e, mais recentemente, em Jerusalém.

A notícia publicada este Domingo no dezanove.pt obteve mais de 300 partilhas e 50 mil visualizações no Facebok.

dezanove Le P.jpg

Depois da notícia no dezanove.pt a história do casal gay português chegou aos sites de informação do país: RTP, TVI24, TSF, DN, Semanário SOL, Dinheiro Vivo, Move Notícias e Jornal I. Nas secções de comentários há bastantes comentários positivos sobre esta demonstração pública de afectos, mas também vários exemplos de ódio e homofobia. Durante o dia Lorenzo e Pedro tiveram tempo de responder a bastantes comentários. Destacamos alguns:

comentários homofobicos dezanove.jpg

Nela Gomes.jpg

lorenzo and Pedro DN.jpg

Mas o casal de youtubers, que protagoniza os episódios semanais do Sexy Funny Kitchen, foi também notícia em vários sites internacionais. PinkNews, Gay Star News, TÊTU, no Guia Gay de São Paulo, no Guia Gay de Floripa, Queerty, LGBT Nation e Towleroad são apenas alguns exemplos.

O site Gay Star News diz que este exemplo nos traz de volta a fé na humanidade. 

Já o PinkNews faz manchete da reacção dos jovens: a experiência deu-lhes mais orgulho do país em que vivem. Lorenzo e Pedro são citados por  consideraram a atitude dos lisboetas como “extraordinariamente positiva”.

A francesa TÊTU destaca na sua versão online que esta experiência social mostra que “o nível de aceitação da homossexualidade em Portugal é muito bom”. E lança a pergunta: para quando o mesmo numa cidade francesa?

O Guia Gay de Floripa e de São Paulo apontam a naturalidade com que o casal foi tratado nas ruas de Lisboa.

No site Towleroad sucede-se os elogios dos leitores ao vídeo bem como à cidade de Lisboa.

O Queerty remata assim a notícia sobre a experiência do casal português: “So let’s all move to Lisbon.”

E no Twitter o vídeo foi sugerido por um utilizador ao Turismo de Portugal. A resposta? Um retweet.

Em apenas um dia Lorenzo e Pedro viram o vídeo “Reaction to Gay Couple in Portugal Social Experiment“ alcançar as 130 mil visualizações. E continua a somar.

 

Paulo Monteiro

6 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 16.08.2015 13:56

    Pois é, há aqui um factor muito importante e não sei se as pessoas se apercebem ou não querem perceber: é que os rapazinhos ganham dinheiro de cada vez que um papalvo vê o video. Chama-se a isto activismo LGBTi com um olho no burro e outro no... lucro.
  • Sem imagem de perfil

    Lorenzo and Pedro 16.08.2015 15:55

    Não sabemos, nem temos interesse de como tu, anónimo, ganhas a vida. Na realidade ninguém deve ter, é a tua vida pessoal. O que nós fazemos é lutar pelo que acreditamos da maneira que podemos. Se realmente o YouTube nos dá hipótese de fazer mais vídeos e de continuar a lutar através dos vídeos, óptimo! Devias estar feliz! A isto chama-se sim ativismo LGBTi com um olho no Burro e outro nos... prejuízos, porque só em gasolina, câmaras, tempo, etc... precisamos de mais 10 vídeos iguais ao último só para pagar os custos. Agradece e fica feliz que haja pessoas, como nós, que não se importam de perder a lutar por uma causa que mais tarde poderá afectar-te, positivamente a ti. Dois abraços e não odeies, sê feliz. Lorenzo e Pedro
  • Sem imagem de perfil

    Junos 16.08.2015 17:57

    É um pouco chato pensarem que este video é bom activismo, sendo que tudo, desde a metodologia (dois homens brancos "masculinos" não representam toda a gente) aos locais testados (como disseram aqui, repitam o teste num estádio de futebol), falha como "estudo" semi-serio; não ajuda ninguém.
    Os homofóbicos que dizem que não o são sentem que não precisam de mudar, que Lisboa e Portugal, logo eles, já é gay-friendly. Os homens gay tipo Lorenzo e Pedro sentem que já está tudo feito, não é preciso lutar mais (não que "homens brancos gay masculinos" seja a demográfica com mais activistas).
    Esqueceram-se da realidade vivida por mulheres, pessoas trans, pessoas de cor, pessoas bissexuais, pessoas assexuais, etc.? Esqueceram-se dos episódios de violência, física e não só, que quem não é homem branco gay masculino sofre? Esqueceram-se dos J.A.Saraiva, das Isilda Pegado, dos Hugo Santos, dos membros do PNR, da direita, essa gente que nos rouba direitos, nos agride de várias formas e nos mata?
    Lisboa e Portugal não é tão LGBT+-friendly como dizem, nem perto chega.
    Pode ser white-gay-cis-masculine-man-friendly. Mas para esses, comparando, todo o mundo ocidental o é.
  • Sem imagem de perfil

    Lorenzo and Pedro 16.08.2015 19:35

    Não somos ativistas nem nos consideramos como tal. Este vídeo não pode retratar as mulheres, nem trans, nem bissexuais, nem pessoas de cor, etc... porque este vídeo só retrata a NOSSA experiência vivida em Lisboa.
    Pensamos que o vídeo seja claro nesse aspecto.

    Junos, já cansa um bocadinho estarmos constantemente a ouvir comentários deste tipo a dizer que não fomos ao Porto e ao Alentejo e ao jogo do Benfica, e que não somos afemeninados, nem somos baixinhos, e que temos barba, etc......... Não podemos ser tudu nem todos nem estar em todo o lado.

    O nosso vídeo só tem boas intenções e só retratou como explicado, a nossa experiência em Lisboa.
  • Sem imagem de perfil

    Junos 16.08.2015 21:09

    O video tenta afirmar algo mais que a vossa experiência. No video dão um "carimbo de aprovação" a Portugal, dizem que todas as pessoas LGBT+ vão ser recebidas com respeito. Citando: "Nós estamos orgulhosos da nossa cidade, no que respeita a igualdade e direitos LGBT. Parabéns Portugueses, vocês são Civilizados."
    Ninguém vos pede para serem tudo. Apenas para não dizerem que são tudo ao afirmarem que a vossa experiência é representativa de Lisboa e de Portugal para todas as pessoas LGBT+.
    O senhor que deu um "thumbs up" ao vos ver tinha boas intenções. Aliados trans que falam por cima de pessoas trans têm boas intenções. Pessoas que erram nos pronomes e depois se desculpam exageradamente têm boas intenções. As vossas boas intenções causam mais invisibilidade das minorias dentro da comunidade LGBT+ e pintam um retrato falso do país e de Lisboa como friendly a todas as pessoas da comunidade.
    "Não somos ativistas nem nos consideramos como tal." - well, there's your problem. Não façam vídeos que afirmam falar por toda a comunidade LGBT+ quando, na verdade, são apenas entretenimento para a comunidade GGGG.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.